Pneumonia, febre e tosse de sangue: campeão peso-pena do UFC, Alexander Volkanovski narra batalha contra a Covid-19 e lança alerta

Publicidade

Atual campeão peso-pena do Ultimate, Alexander Volkanovski tinha luta marcada contra Brian Ortega no último dia 27 de março, data em que faria sua terceira defesa de título. No entanto, o combate pelo UFC 260 precisou ser cancelado após o australiano testar positivo para Covid-19. Volkanovski chegou a ser internado por conta de sérias complicações relacionadas ao vírus, e semanas depois de ser liberado, contou detalhes sobre as dificuldades que enfrentou ao longo dos dias e fez questão de alertar a população.

Por meio de um vídeo divulgado em seu canal no YouTube, “The Great” citou o exato momento em que percebeu que poderia estar infectado, onde revelou, inicialmente, ter sentido dores de cabeça e dificuldades para respirar. Os sinais do coronavírus ficaram mais “aparentes” a partir do momento em que o campeão entrou em quarentena em um quarto de hotel de Las Vegas (EUA), cidade onde faria a luta com Brian Ortega.

“A minha respiração ficou um pouco desconfortável e eu passei a tossir catarro. Logo depois, começou a sair um pouco de sangue também. Foi quando pensei que devesse olhar melhor para isso. Senti também um pouco de febre, e esse é um dos sintomas comuns. A Covid-19 não é brincadeira. É por isso que eu queria fazer este vídeo. Muitas pessoas estavam me perguntando como era ter os sintomas, e agora vocês estão cientes. Os sintomas ficaram muito intensos. Temos os sintomas normais e eles podem levar a outras coisas. Então, peguei os sintomas normais, que me levaram à pneumonia e outros problemas. Ficou muito sério”, explicou o lutador de 32 anos, que precisou ser hospitalizado por causa dos sintomas apresentados.

Desde o começo, Volkanovski precisou ir ao hospital duas vezes. Inicialmente, o campeão peso-pena do Ultimate foi internado com diagnóstico de pneumonia, e ao receber remédios, voltou ao hotel onde estava, quando foi indicado a monitorar sua respiração. Todavia, o australiano precisou ser hospitalizado logo depois, dessa vez por três dias, após apresentar queda nas taxas de oxigênio nos seus pulmões.

“Acho que se eu não fosse saudável, talvez tivesse outros problemas, e você pode ver como as pessoas morrem disso. Sempre levei a sério, mas entendo que é muito imprevisível e contagioso porque, novamente, é algo que atingiu algumas pessoas da equipe, então foi uma experiência maluca, mas todos estamos bem. Agora só queremos voltar para casa”, disse o australiano, que atualmente está de quarentena em Las Vegas.

Alexander Volkanovski possui um cartel de 22 vitórias e apenas uma derrota no MMA profissional. O detentor do título até os 66kg está invicto no UFC, com nove triunfos contabilizados, e fez sua última apresentação em julho do ano passado, quando superou o ex-campeão Max Holloway por decisão dividida dos jurados.

 

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img