Preparador físico no CT Brasil analisa cenário e diz: ‘Os atletas precisam aprender a gerenciar suas carreiras’

Preparador físico no CT Brasil analisa cenário e diz: ‘Os atletas precisam aprender a gerenciar suas carreiras’

Marcello Frauches deu detalhes sobre o que consiste seu trabalho no CT Brasil (Foto: Divulgação)

Por Mateus Machado

A vida de um atleta de combate que compete em alto nível é repleta de desafios, tanto no quesito profissional quanto pessoal. Movido por resultados e boas atuações para se manter em evidência, o lutador precisa estar amparado por bons profissionais em uma determinada equipe. No CT Brasil, localizado na Tijuca, Zona Norte do Rio, o aspecto físico dos profissionais é acompanhado de perto pelo preparador e líder Marcello Frauches.

Em entrevista à TATAME, Marcello detalhou as preocupações e desafios que um profissional da preparação física precisa ter com um atleta, como questões de planejamento para treinamentos, entre outros quesitos que são fundamentais para uma boa performance.

“Entendo que os lutadores, hoje em dia, estão com uma sobrecarga de treinamentos muito grande. Atletas nas graduações iniciais ainda, como a faixa branca, azul e até roxa, que já estão com muitas horas de treino e competições no currículo, treinando de forma errada, bastante lesionados e, se continuarem assim, não chegarão à faixa preta competindo em alto rendimento. E minha preocupação aqui (no CT Brasil) é essa, tenho também que ajudar o atleta a ter um planejamento, onde tenha a possibilidade de saber que tipo de treino e qual a intensidade que ele deverá trabalhar naquele momento”, explicou, e seguiu.

“Tenho minha especialização em Treinamento Funcional, termo muito falado hoje em dia e muito mal interpretado, pois a maioria das pessoas pensam naqueles circuitos com diversos equipamentos e obstáculos, mas vamos muito além disso. Temos como equipamentos base dos nossos treinos o Kettlebell, barras e anilhas de levantamento de peso olímpico, e claro, o atleta, que irá executar as sequências de treinamento. Cada programa é elaborado de acordo com o perfil do lutador, mediante à uma prévia avaliação, onde identificamos lesões, limitações de movimentos devido a encurtamentos musculares e, assim, podemos contribuir para aumentar a performance desse atleta”, contou ele.

Com experiência na área de preparação física, que vem em constante crescimento, Marcello ainda revelou as principais dicas que procura dar para seus atletas no CT Brasil.

“Um ser humano, para ser atleta profissional, tem que dormir como um atleta, se alimentar como um atleta e treinar como um atleta. Abrir mão de muitas coisas… E sempre digo para nunca largarem os estudos. Corpo e mente não se separam, eles precisam aprender a gerenciar a própria carreira, definindo quais competições são importantes e as categorias”.

SERVIÇO:

CT Brasil: R. São Francisco Xavier, 178 – Tijuca, Rio de Janeiro
Telefone: (21) 3174-2534