Quando os torneios de Jiu-Jitsu ainda eram raros, Rolls Gracie fez história e conquistou o primeiro absoluto em uma competição oficial; relembre

Publicidade

Um dos nomes mais enigmáticos do Jiu-Jitsu, Rolls Gracie viveu por apenas 31 anos e morreu após sofrer um acidente de asa delta, em Mauá, no Rio de Janeiro, em 1982. O lutador de Jiu-Jitsu iniciou na modalidade com apenas 12 anos, ajudando o seu tio Hélio Gracie na academia. Por ser um prodígio, aos 16 anos recebeu a faixa-preta e, antes de completar 18, já tinha conhecido diversos lugares no exterior e falava inglês fluente.

Após uma longa viagem no continente europeu, Rolls retornou ao Brasil com um gosto maior por artes e entusiasmado para ajudar a realizar campeonatos de Jiu-Jitsu, ajudando a expandir modalidade pelo país. Com isso, passou a ser um entusiasta da arte suave e dos torneios – algo raro entre até a década de 1970.

Em 1973 foi realizado o primeiro Torneio Oficial de Jiu-Jitsu do Brasil no então estado da Guanabara, que teve a participação de academias do Rio de Janeiro, São Paulo e também Minas Gerais. Rolls fez história neste campeonato e se tornou o primeiro campeão absoluto ao vencer o casca-grossa Maurício Robbe na decisão.

Rolls foi responsável por formar importantes nomes do Jiu-Jitsu como Carlos Gracie Jr, Maurição Motta (pai de Roger Gracie), Romero Jacaré, Crolin Gracie, Rillion Gracie, Renan Pitagui, entre outros bons destaques.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade