Recuperada de grave lesão, Thamires Aquino ressalta ‘foco total’ no Mundial da IBJJF: ‘Grande desejo’

Publicidade

Por Yago Rédua 

Considerada uma das melhores atletas da nova geração no Jiu-Jitsu feminino, Thamires Aquino se recuperou de uma grave lesão sofrida no joelho e, após longo tempo inativa, está pronta para retornar aos tatames. A faixa-preta da GFTeam voltou aos treinamentos mais fortes em março e a expectativa é que sua volta aos torneios aconteça em breve.

Em entrevista à TATAME, Thamires contou os detalhes do tratamento, ressaltando que a recuperação está sendo melhor que o esperado, além de revelar que o grande foco para a temporada é a disputa do Mundial da IBJJF, que acontece em junho, nos Estados Unidos.

“Eu estou operada, operei em setembro, e a minha recuperação está bem melhor do que eu esperava. Eu fui ao médico e ele me liberou para eu treinar soltinho, ele disse que, como o Mundial está aí em cima (em junho), preciso começar a me preparar o quanto antes. Então, ele me liberou para treinar devagar e em março para competir”, disse Thamires, explicando como aconteceu a lesão, que rompeu o ligamento do seu joelho.

“Eu estava treinando Judô na época, foi assim que eu me machuquei. Eu estava treinando com uma menina, ela foi entrar num golpe, eu prendi o pé no chão e acabou travando o joelho. Meu pé ficou e o joelho foi, assim que rompeu o meu ligamento. Fui ao médico, fiz a ressonância, ele disse que eu tinha que operar, não tinha outro jeito. Não vou lutar o Brasileiro (da CBJJ), porque vou fazer a minha preparação lá fora, nos Estados Unidos. O médico me liberando, já estarei indo viajar. O foco total é para o Mundial, é o grande desejo para a temporada, mas eu quero lutar uns Opens antes”, detalhou a jovem atleta.

Um dos eventos que mais vem chamando a atenção dos fãs da arte suave é o ACB Jiu-Jitsu, que em janeiro deste ano, realizou um card estelar em São Paulo, com diversas feras da modalidade em ação. Presente no evento, Thamires Aquino lamentou a ausência das lutas femininas, mas elogiou os duelos do card e a estrutura montada pela organização.

“Eu achei que só teve lutão, o card foi top. Só acho que deveria ter para mulher também. Seria muito legal, mas está demais, tudo muito bem organizado. Com certeza (se aceitaria o convite para participar). O evento foi muito maneiro, muito bem organizado”, encerrou.

Publicidade

Notícias relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade