Relson Gracie é solto após Justiça aceitar pedido da defesa sobre ‘uso de maconha medicinal’; saiba

Publicidade

Relson Gracie foi solto na última terça-feira (28) após decisão da Justiça do Rio. O ex-lutador estava preso na Polícia Federal de Volta Redonda, no interior do Rio de Janeiro. Advogado de Relson, João Francisco Neto alegou que o ocorrido foi um “equívoco” e que as substâncias fazem parte de um tratamento realizado pelo faixa-vermelha, além de terem sido compradas legalmente nos Estados Unidos, com prescrição médica.

“O atleta e professor Relson Gracie foi vítima de um grande equívoco. Ele reside nos Estados Unidos e trouxe consigo medicamentos à base de cannabidiol, para fins terapêuticos, todos industrializados e obtidos com receita médica naquele país. A sua prisão em flagrante, em fiscalização de rotina por agentes policiais, foi prontamente revogada pelo Poder Judiciário. Tais medicamentos já podem ser importados, conforme resolução recente da Anvisa, o que esvazia qualquer possibilidade de cometimento de crime”, disse.

Relson chegou de Los Angeles (EUA) na última sexta-feira (24) e desembarcou em São Paulo. Lá ele pegou um ônibus para o Rio de Janeiro, que foi parado pela Polícia Rodoviária Federal na rodovia Presidente Dutra, altura de Piraí. O membro da família Gracie foi preso em flagrante com “skunk” e derivados de maconha.

Vale frisar que em dezembro de 2019 a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou a liberação da venda em farmácias para fins medicinais no Brasil. A decisão é temporária e válida por três anos.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img