Representante da Pitbull Brothers, brasileiro enfrenta finlandês no ACA 128 e promete surpreender

Publicidade

O evento russo Absolute Championship Akhmat (ACA) realiza neste sábado (11), na Bielorrússia, Leste Europeu, sua edição de número 128. E o Brasil terá um único representante no card. Trata-se do potiguar Miguel Felipe Bunes, conhecido como Felipinho, que fará a sua quinta apresentação na organização. O lutador da equipe Pitbull Brothers vai encarar o finlandês Mikael Silander e garantiu que está pronto para o desafio. Ele ainda analisou o jogo do oponente, que venceu a maioria de suas lutas por finalização.

“Minha expectativa é muito boa para essa luta. O meu adversário é um cara bastante duro e experiente, mas eu não vejo nada demais no jogo dele. O Mikael é um cara que anda sempre pra frente e aguenta muitos golpes, e não tem medo de defender quedas porque confia na guilhotina. Mas eu não tenho medo do Jiu-Jitsu dele, somos faixas-preta, e tenho certeza que na luta agarrada eu serei superior. Estou preparado para qualquer área que a luta ocorrer, mas irei buscar mais o grappling. Eu venho treinando algumas finalizações ousadas e pretendo aplicar o meu Jiu-Jitsu, indo em busca de alguma finalização”, garantiu Felipinho.

Dono de um cartel com dez vitórias e cinco derrotas, o brasileiro não vive bom momento. Nas suas últimas três apresentações, todas elas pelo ACA, ele acabou derrotado na decisão dos juízes, mas com polêmicas.

“Tenho quatro lutas no ACA e, duas das minhas três derrotas nitidamente eu ganhei, mas os juízes viram o contrário. Eu vinha de oito vitórias seguidas antes e o meu erro foi deixar a luta para os juízes decidirem. Aqui na Rússia, se você lutar contra um russo e deixar a luta para os juízes, nunca irá ganhar. Esse foi o erro que eu cometi e que não irá se repetir daqui pra frente, podem ter certeza”, concluiu o casca-grossa de 31 anos.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade