Royce Gracie destrincha Dana White, o chama de ‘business man’ e diz: ‘É um negócio, ninguém luta de graça’

Publicidade

Um dos maiores nomes da história do Ultimate, Royce Gracie marcou época nos primórdios do UFC com os títulos do GP. O faixa-preta de Jiu-Jitsu viu a evolução do esporte. Há uns anos, a modalidade é profissional, além de ser tratada também como business pelas organizações.

Confira + vídeos no Canal do Marinho, AQUI

Ao Canal do Marinho, que é apresentado pelo jornalista Mario Filho, Royce disse que o UFC é uma “fábrica de lutadores”. O ex-lutador também aproveitou para comparar a personalidade Dana White, presidente do Ultimate, com Scott Coker, que é o dirigente máximo do Bellator.

“No UFC, se você errou ou perdeu uma quantidade de vezes, eles já te mandam embora, cortam mesmo. É uma máquina. Virou uma fábrica de fazer lutadores. O Dana White é seco, eles é um ‘business man’. O Scott Coker já é mais amigo (do lutador), parece que daria mais chances, conversaria mais com o atleta”, apontou Royce, que seguiu sua linha de raciocínio:

“Eu vejo os dois lados. Às vezes, falam pra mim: ‘o Dana é business-man’, mas é um business mesmo (o UFC), é um negócio. Você não está lutando de graça, está ganhando para lutar. Ele quer que você faça uma performance boa. Ele quer que você renda”, encerrou o Gracie.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img