Smith vê ‘cenário ideal’ para Prochazka vencer Poatan no UFC 303; Daniel Cormier discorda

Alex Poatan e Jiri Prochazka vão fazer revanche na luta principal do UFC 303, no próximo dia 29 de junho; saiba mais

Smith vê ‘cenário ideal’ para Prochazka vencer Poatan no UFC 303; Daniel Cormier discorda

Alex Poatan e Jiri Prochazka vão fazer revanche na luta principal do UFC 303, no próximo dia 29 de junho (Foto: Divulgação/UFC)

Marcado para acontecer no próximo dia 29 de junho, em Las Vegas (EUA), o UFC 303 agora terá em sua luta principal a revanche entre Alex Poatan e Jiri Prochazka, que vão se enfrentar novamente com o cinturão meio-pesado – atualmente em posse do brasileiro – em disputa. No primeiro combate entre eles, realizado em novembro do ano passado, o paulista nocauteou o tcheco no segundo round e se tornou campeão da categoria.

A revanche, vale ressaltar, foi marcada para substituir o combate entre Conor McGregor e Michael Chandler, que fariam o main event do UFC 303. Com pouco tempo de preparação para Alex Poatan e Jiri Prochazka, Daniel Cormier, ex-campeão meio-pesado e atualmente comentarista, e Anthony Smith, atual décimo colocado no ranking dos 93kg, comentaram, em participação em um podcast exibido na “ESPN”, sobre os prós e os contras que o curto período de preparação pode causar a ambos.

“Acredito que para Jiri (Prochazka) é uma chance de tentar escrever uma luta que ele acha que pode vencer, mas não sei se para Prochazka foi uma boa pegar essa luta agora, porque ele não teve tempo de treinar para o cara que o venceu de forma impressionante. Há muitas mudanças que Jiri precisa fazer, e embora ele tenha ido bem na última luta, não sei se ele fez essas mudanças para lutar novamente contra Alex Poatan”, opinou Cormier, que logo foi rebatido por Anthony Smith.

“DC, eu meio que discordo um pouco de você. Não sei se mais tempo (de preparação) ajudaria mais o Prochazka, não sei se ele pode mudar as coisas que precisa para vencer Alex Poatan de forma consistente. Ele é um homem selvagem. Se mudar isso, ele perde o que há de bom em seu estilo e o que o caracteriza”, disse o americano, que recebeu resposta de “DC” na sequência:

“Isso que estou falando, Anthony. Por ele ser tão selvagem que não consegue parar os chutes do Alex. Ele nunca esteve em uma posição de parar um chute, e na primeira luta, Alex bateu na perna dele tão cedo que ele realmente não teve chances de lutar daquele jeito. É isso que quero dizer”, explicou Cormier antes de uma nova declaração de Smith.

“Aconteceu isso na última lutar. Rakic chutou suas pernas no início da luta, deu bons socos e ele se saiu bem. Claro que Poatan tem o nível de força 10 vezes mais em termos de danos, mas a questão é: ele pode vencer Alex? Com certeza! Alguma coisa maluca pode acontecer e ele pode acabar na confusão. Jiri poderia machucá-lo, é possível.

Não estou dizendo que essa é uma tarefa impossível, mas só não sei se mais tempo (de preparação) vai ajudá-lo mais do que simplesmente entrar lá e fazer isso agora. Acho que este é o melhor cenário. Talvez Alex não tenha treinado ao máximo, talvez seu cardio não esteja onde deveria estar. A última vez que vi Alex Poatan ele estava como um monstro absoluto. Acho que a redução de peso é a maior luta que ele terá por toda a semana”, finalizou Anthony Smith.

Alex Poatan e Jiri Prochazka entraram em ação pela última vez no histórico card do UFC 300, realizado em abril. Fazendo a luta principal, o brasileiro nocauteou Jamahal Hill ainda no primeiro round e manteve o cinturão meio-pesado em sua posse. Já o lutador tcheco também teve grande atuação e nocauteou Aleksandar Rakic no segundo assalto.

Alex Poatan e Jiri Prochazka vão fazer revanche na luta principal do UFC 303, no próximo dia 29 de junho (Foto: Divulgação/UFC)

Poatan e Prochazka vão fazer revanche na luta principal do UFC 303, no próximo dia 29 de junho (Foto: Divulgação/UFC)

Para conferir mais notícias sobre Alex Poatan e Jiri Prochazka no UFC 303, clique aqui