Sul-Americano de Muaythai é marcado por recorde de ringues e Brasil sendo campeão na disputa por equipes

Publicidade

O Velódromo do Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro, recebeu no último final de semana dois eventos simultâneos: o 31º Sul-Americano de Muaythai e o Brazil Open 2021. Sob coordenação da CBMTT-IFMA Brasil, além do apoio do Ministério da Cidadania e da Secretaria Especial de Esportes, o Sul-Americano com alguns dos melhores atletas do Brasil, Argentina, Colômbia, Equador, Paraguai e Uruguai, que mediram forças em busca dos títulos nas categorias de peso.

Na disputa por equipes, o Brasil foi campeão do torneio, com a Colômbia sendo vice-campeã e o Equador garantindo o terceiro lugar. O evento, vale ressaltar, teve a duração de sete horas de lutas no sábado e oito horas no domingo e, apesar de contar com duas ambulâncias e duas equipes médicas, não houve nenhum incidente grave.

Carlos Camacho, presidente da Confederação Brasileira de Muaythai Tradicional (CBMTT), destacou que o Sul-Americano foi visto com destaque pela comunidade internacional do esporte por conta da organização do evento e também pela estrutura disponibilizada aos atletas, como conta a seguir.

“A ambulância não saiu para levar nenhum atleta para o hospital. Depois das lutas, os atletas se abraçavam, com um fair play incrível. Temos que destacar ainda o fato de ter sido realizado no Velódromo, um dos legados dos Jogos Rio 2016. Isso abrilhantou ainda mais o campeonato. Recebemos elogios da IFMA, a Federação Internacional de Muaythai Association, nossa entidade ligada ao Comitê Olímpico Internacional. Nós tivemos seis ringues de luta montados no Velódromo, isso é um recorde mundial. Para se ter uma ideia, o Mundial da modalidade é realizado com três ringues”, salientou Camacho.

Outro destaque, de acordo com o dirigente, foi o fato de que todos os atletas receberam um kit composto por luvas, capacete, protetor de tronco, caneleira e cotoveleira. Após o evento, os lutadores puderam levar os equipamentos para casa.

“Para completar, além das medalhas, entregamos o cinturão de campeão a cada categoria e os atletas receberam duas camisetas, uma azul e outra vermelha, para serem usadas dependendo do lado do corner em que estivessem”, disse Carlos Camacho.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img