Tanquinho enaltece a sua história após ouro no ADCC: ‘Continuam tentando criar ídolos sem títulos’

Publicidade

Por Vitor Freitas

“Um cara persistente”. Foi isso que alguns fãs de Jiu-Jitsu comentaram nas redes sociais depois de verem Augusto Tanquinho vencer o ADCC 2019, no último fim de semana, em Anaheim, na Califórnia (EUA). Na divisão até 66kg, recheada de bons nomes como Paulo Miyao, Matheus Gabriel e outros da nova geração, o faixa-preta da Soul Fighters precisou fazer quatro lutas para sair com o ouro. Primeiro, finalizou Keith Krikorian, depois, passou por Matheus Gabriel e Paulo Miyao até a final contra o jovem casca-grossa Kennedy Maciel.

O segredo da campanha foi ter confiança, como o próprio Tanquinho revelou em entrevista à TATAME. O ex-lutador do UFC teve confiança em suas sessões de treino no Arizona (EUA), sua alimentação e, principalmente, no que sua mente o mostrava antes mesmo de entrar para lutar. Tanquinho, agora campeão de tudo no Jiu-Jitsu, analisou sua participação no ADCC 2019 e o que ainda o faz se desafiar.

“Neste ADCC, eu tive muita confiança e estava preparado para qualquer um. Eu treinei como nos velhos tempos, me preparei para ser campeão. Fui campeão dos maiores eventos do mundo na faixa-preta e eu sabia o que precisava ser feito para ganhar, mas não vinha fazendo isso. Com a minha esposa esperando o nosso primeiro filho eu quis lutar por ele, para que ele, mesmo na barriga, um dia possa ver que o pai dele trabalhou duro para dar esse título pra ele. A lição que fica é quando se trabalha duro a recompensa vem, então, esse será o maior ensino dele”, destacou o campeão, que tentava vencer o ADCC há oito anos.

Durante a sua participação, Tanquinho teve momentos para mostrar que suas defesas estavam em dia. Contra Kennedy Maciel, na final da categoria, o campeão precisou defender as costas enquanto o desafiante tentava a todo custo o estrangular. Foi a partir desse momento, após defender a pegada nas costas, que Tanquinho cresceu no duelo até capturar Kennedy pelas costas, garantir três pontos e o ouro.

“Acredito que a experiência me ajudou muito. Manter a calma e ver as oportunidades, tanto para sair quanto para atacar, fizeram a diferença. Ficar naquela situação não foi novidade pra mim, pois inúmeras vezes estive ali no meu treinamento durante o camp. Eu sai da minha zona de conforto e treinei quase que diariamente rounds de 30/40 minutos com o Marcio André. Ele várias vezes chegou lá parecido como o Kennedy chegou e eu saí. Não se afobar e manter a calma são essenciais para o sucesso da defesa. Sobre o ataque, o meu diferencial para não perder foi igualmente a calma. Parece estranho, mas 4/5 segundos para analisar a situação e reconhecer suas oportunidades, às vezes, fazem uma grande diferença. Analisei as minhas opções ali e acho que fiz a escolha mais acertada para a situação”, explicou Augusto.

Antes de encerrar, Tanquinho ainda listou momentos importantes da sua carreira e o seu diferencial em ação, mesmo treinando longe dos holofotes da grande mídia esportiva. A seguir, veja a opinião do lutador.

“Deus sempre acha um jeito de me honrar. Como já tinha feito antes no World Pro de 2011, onde venci o time todo de campeões da Atos da minha categoria; no Mundial 2013, tendo que ganhar do Rubens Charles Cobrinha e do Rafa Mendes um seguido do outro; como no Mundial No-Gi da IBJJF tendo que vencer o Leandro Lo e o JT Torres um seguido do outro… Enfim, nesse ADCC não seria diferente. Eu tive que passar pelo atual campeão do Pan e Mundial da IBJJF, Matheus Gabriel, o atual número um sem quimono, segundo o ADCC, Paulo Miyao, e na final outro atual campeão mundial e filho da lenda Cobrinha. Enquanto algumas mídias continuam enaltecendo e tentando criar campeões e ídolos sem título, eu continuo quebrando recordes e escrevendo o meu nome da história do esporte”, desabafou o multicampeão Augusto Tanquinho.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img