Ultrapassado por Usman em recorde de vitórias seguidas nos meio-médios, St-Pierre afasta possibilidade de luta: ‘Não me motiva a voltar’

Publicidade

Ao derrotar Gilbert Durinho por nocaute no último sábado (13), na luta principal do UFC 258, Kamaru Usman chegou a 13 vitórias consecutivas na organização, superando a marca de Georges St-Pierre, que acumulou 12 triunfos em sequência na divisão dos meio-médios do Ultimate enquanto esteve na ativa. As comparações entre eles são inevitáveis, e ao ser questionado durante coletiva de imprensa pós-evento sobre uma hipotética luta contra “GSP”, o nigeriano fez elogios ao canadense, mas deu a entender que levaria a melhor.

“Eu amo George, realmente amo. Ele foi uma das minhas inspirações quando comecei no esporte, mas eu sou um animal completamente diferente hoje. É outro esporte. Acho que ele é durão, considero um dos melhores, mas se eu lutasse com George… Ok. Vocês viram o que eu fiz com meu jab (na luta contra Durinho), George era um mestre nisso, mas vocês viram o que eu fiz”, disse Kamaru em entrevista após o UFC 258.

Apesar da análise do atual detentor do cinturão até 77kg, um novo retorno de St-Pierre ao octógono não parece provável, pelo menos por enquanto. Ao tomar conhecimento da declaração de Usman, Georges, atualmente aos 39 anos, garantiu que nem um confronto diante do “Pesadelo Nigeriano” o motiva a voltar.

“Voltar e dar três meses da minha vida em um camp para conseguir uma vitória sobre Kamaru Usman não me motiva. Acho que não há nada que me motive a voltar a competir agora. Não tenho certeza. Se eu voltasse para lutar contra Kamaru Usman, literalmente, teria que deixar o país. Eu teria que encontrar uma base de camp, encontrar parceiros de treino para me preparar para Usman. Mas não quero sair de casa. Estou bem, saudável, sou rico. Não é atraente para mim perder três meses da minha vida, o estresse, para tentar obter uma vitória sobre Usman. Não acho que haja ninguém agora que me faria voltar a lutar no momento”, respondeu o canadense em entrevista ao programa “The Good Show”, do site “Sportsnet 590”.

Ex-campeão meio-médio e peso-médio do UFC, com um cartel de 26 vitórias e apenas duas derrotas no MMA profissional, Georges St-Pierre fez sua última luta em novembro de 2017, no duelo principal do UFC 217. Na ocasião, o lutador voltou de sua primeira aposentadoria, que durou quatro anos, e em disputa do título peso-médio contra Michael Bisping – na época campeão -, derrotou o inglês por finalização no terceiro round.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade