Guilherme Faria comenta treinos com Urijah Faber e papel de treinador na Team Alpha Male

Publicidade

Guilherme Faria tem ganhado cada vez mais espaço no cenário norte-americano de MMA. O lutador revelado na Team Nikolai hoje vive nos Estados Unidos, na cidade de Sacramento para ser mais exato, onde treina na Team Alpha Male – uma das equipes de maior renome do mundo no MMA. Desde 2018 no time após ser indicado por Carlão Barreto, o atleta, que foi abraçado por toda a equipe, falou sobre como tem sido os treinos nos Estados Unidos e o convite para se unir ao time de estrelas:

“Tem sido sensacional essa experiência nos EUA, era uma das minhas metas treinar com o Faber, e com todos esses caras. Estou aqui graças a indicação do Carlão Barreto, um grande amigo do mestre Nikolai, ele me indicou ao Fábio Pateta, que me chamou para vir à Sacramento. Estou nessa parceria desde 2018, e tem sido sensacional a experiência, estou aprendendo muito. Um ajuda o outro, tem muito material humano, em várias categorias, no meu peso principalmente, especialidade da casa, então tem sido muito bom treinar com todos eles”, respondeu Guilherme Faria ao falar sobre os treinos na Team Alpha Male.

Por lá, Guilherme treina diretamente com Urijah Faber, líder e principal estrela da equipe, e com outras feras. Raulian Paiva, Ricardo Carcacinha, Ricky Turcios e Clay Guida são alguns dos companheiros de treino do brasileiro na equipe consagrada. Vendo de perto como Urijah Faber comanda a academia, Faria se mostrou impressionado com a humildade do atleta que já foi campeão do WEC, e na época era considerado o melhor do mundo na sua categoria.

“Ele é um cara sensacional, já era fã do trabalho dele antes de conhecer pessoalmente, não é à toa que está no Hall da Fama do UFC, ele fez história no WEC e depois no Ultimate. É um cara sensacional, conheci ele e fiquei ainda mais fã porque é muito gente boa, é empresário, tem muitas empresas e é o primeiro a chegar na academia e o último a sair. Está lá o dia inteiro, te ajuda no que você precisar, se precisar limpar a academia pega e limpa, é um cara que não tem tempo ruim, é alguém que está à disposição o tempo inteiro e que só me fez admirá-lo ainda mais. Sou muito grato por treinar no mesmo time do Faber e poder contribuir, estou nessa parceria graças ao Fábio Pateta e os resultados estão aparecendo”, disse o peso-pena.

Na equipe, Guilherme Faria iniciou apenas treinando e ajudando alguns companheiros de treinos que o contratavam para aulas particulares. Impressionados com o nível técnico do atleta no Muay Thai, a equipe acabou chamando o lutador recentemente para fazer parte do time de treinadores, ministrando aulas para os atletas do UFC e dos grandes eventos na Team Alpha Male. Feliz com a oportunidade de treinar com tantas atletas de alto nível, ele falou sobre o seu futuro na carreira depois da grande atuação que teve no XFC International, quando derrotou o ex-atleta do Ultimate Daron Cruickshank com autoridade.

“Estou treinando muito, na minha última luta todos já puderam notar a diferença, na minha postura, base, jeito de lutar. Isso é um reflexo do meu treinamento que tive no Brasil com o mestre Nikolai e também estou me sentindo cada vez mais confortável para lutar no chão graças aos treinos nos EUA. Enfrentei um cara muito duro como o Daron Cruickshank, um cara com muita experiência, foi uma guerra, mas consegui dominar ele, impor o meu ritmo e sair com a vitória. Agora a meta é explorar cada vez mais o meu Jiu-Jitsu com a ajuda da Alpha Male que é um time completo, estou focado em evoluir cada vez mais, mostrar novas cartas para todo mundo e nas minhas próximas lutas buscar a vitória o mais rápido possível”.

Somando 26 lutas profissionais na carreira, Guilherme acumula grande experiência. O lutador nasceu em São Paulo, mas foi radicado ainda jovem em Limeira, cidade do interior paulista. Acumulando altos e baixos, ele não desistiu, persistiu no sonho de lutar no MMA internacional, e mesmo após sofrer quatro derrotas em cinco lutas, acreditou que seria possível dar a volta por cima. Com esse pensamento positivo, o atleta fez questão de deixar o seu recado:

“Acredito que muita gente que tem um sonho acaba desistindo porque fica desmotivada, por não ter condições, mas o recado que dou é para não desistir dos seus sonhos, faça as coisas certas, plante coisas boas, trate todo mundo bem e seja honesto. Estou aprendendo a cada dia, nunca desisti, tenho uma meta e vou atrás, seguindo o caminho correto. Sai de Limeira, interior de São Paulo, cidade pequena e hoje estou em Sacramento dando aulas para atletas do UFC. Já ouvi que não iria conseguir, mas provei do que sou capaz, quero ser exemplo. Em qualquer profissão, se você tem um sonho, trabalhe, faça o seu melhor, com amor, seja o melhor naquilo que você faz e será recompensado. Fico muito feliz por ter sido valorizado, pela vida que tenho hoje e porque acreditei que poderia chegar onde estou agora”, encerrou.

Aos 30 anos, Guilherme acumula hoje no cartel 17 vitórias em 26 combates, campeão mundial de Muay Thai e com uma larga experiência na trocação, o lutador já venceu 9 rivais por nocautes ou nocaute técnico na carreira. Com passagem por eventos como o LFA, SFT, e o já citado XFC, ele ainda negocia para saber qual será o próximo passo de sua carreira.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade