Kits de luta para crianças ganham destaque no mercado de brinquedos neste fim de ano, destaca CEO da loja ‘My Toy’

Publicidade

Bolas, bonecas e carrinhos agora dividem a prateleira dos mercados de brinquedos com luvas e sacos de pancada. A popularidade das artes marciais e a comprovação dos benefícios dos esportes de combate à saúde e formação das crianças vêm fazendo com que os pais procurem kits de lutas para seus filhos.

CEO da loja “My Toy Brinquedos”, Karla Badaro comentou a respeito da procura por kits contendo pelo menos um par de luvas e um saco de pancadas. Embora uma pequena camada de pais seja resistente a brinquedos do tipo, a empresária acredita que dar às crianças presentes que promovam a atividade física é fundamental.

“Eu gosto de todas as brincadeiras que são dinâmicas e gastam a energia das crianças. A criança tem que extravasar, gastar energia. Entre irmãos, sempre existiu a brincadeira de lutinha. Enfim, temos as luvinhas todas alcochoadas, seguras. Não acredito que, pelo fato deles brincarem disso, você esteja incentivando a violência, que é a polêmica que gira em torno desse tipo de brinquedo”, destaca.

“Eu sou contra, sim, a crianças no tablet e no celular tão cedo. Prefiro dar um brinquedo de boxe para uma criança com o qual ela vai pular, extravasar, gritar, do que ficar focada no tablet o tempo inteiro, o que pode causar a falta de sociabilidade com outras crianças, prejudica a vista. as crianças precisam ter brincadeiras de contato físico, seja pega-pega ou lutinha entre irmãos”, completa a empresária.

Karla Badaro também atentou para um fato curioso. Antigamente, assim como as bolas e os carrinhos, que sempre estiveram entre os campeões de venda, os kits de luta eram procurados quase que inteiramente por pais de meninos. Hoje em dia, é comum ver pais de meninas darem presentes relacionados a artes marciais para as filhas.

“Antigamente eu não via meninas entrando de kimono na loja; hoje já vejo um monte. Antes eu só via meninas entrando com roupa de balé. Eu acho que é uma forma da menina interagir melhor com o pai. E realmente deu para notar um grande crescimento de meninas de kimono na loja junto com o pai”, frisa a CEO da “My Toy Brinquedos”.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img