Manny Pacquiao perde para cubano em disputa de cinturão e fica mais perto da aposentadoria

Publicidade

O retorno de Manny Pacquiao aos ringues após dois anos não aconteceu da maneira que ele e seus fãs esperavam. No último sábado (21), em Las Vegas, nos Estados Unidos, a lenda da nobre arte entrou em ação diante de Yordenis Ugas, campeão dos meio-médios – até 69kg – da WBA (Associação Mundial de Boxe) e acabou sendo derrotado por decisão unânime dos jurados (116-112, 115-113, 116-112) após 12 rounds de combate. Com o resultado, o cubano manteve o título ao defendê-lo com sucesso pela primeira vez, enquanto o filipino, atualmente aos 42 anos, fica cada vez mais perto da sua aposentadoria na modalidade.

Sem competir de maneira profissional no Boxe desde julho de 2019, Pacquiao bem que se esforçou, mas teve pela frente um oponente sete mais novo e também com uma envergadura maior, o que pesou a favor de Ugas no confronto. Mostrando mais disposição e claramente superior na questão física, o cubano se impôs ao longo dos 12 assaltos, aplicando golpes mais precisos – com destaque para os jabs e cruzados na cintura.

Manny Pacquiao, vale ressaltar, é considerado por fãs e especialistas um dos maiores boxeadores de todos os tempos. Ao longo de sua carreira profissional no esporte, ele contabilizou 62 vitórias, sendo 39 delas por nocaute, além de oito derrotas e dois empates. O astro filipino também é o único campeão mundial na história do Boxe em oito divisões de peso diferentes. Já Yordenis Ugas é medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de 2008 e possui um cartel de 27 triunfos, sendo 12 deles por nocaute, além de quatro reveses.

 

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade