Patrício Pitbull elogia McKee e pede revanche valendo título até 70kg no Brasil: ‘Veremos isso’

Publicidade

Antes campeão peso-pena e peso-leve do Bellator, Patrício Pitbull viu o seu reinado chegar ao fim na categoria até 66kg. No último sábado (31), na luta principal do Bellator 263, o brasileiro mal teve tempo de mostrar trabalho e foi finalizado por AJ McKee em menos de dois minutos na decisão do GP peso-pena. Além de perder o cinturão da divisão, o Pitbull ainda viu o americano faturar a gorda premiação de US$ 1 milhão.

Considerado o maior nome da história da companhia norte-americana, Patrício, que vinha de sete vitórias consecutivas, aproveitou para reconhecer os méritos de McKee e não deu desculpas para o revés em entrevista depois do combate. Além disso, o lutador de 34 anos garantiu estar motivado para dar a volta por cima e, caso tenha a oportunidade em breve, reconquistar o título peso-pena do Bellator.

“O AJ McKee foi ótimo. Ele chutou a minha cabeça, quase me nocauteou e quase me finalizou numa mesma noite. Ele foi bem e está de parabéns, agora ele é o campeão. Eu assisti à luta e não apaguei, mas vi minhas mãos caindo. Eu estava de pé, mas é isso. Sou um lutador que quer lutar até o fim, essa é a minha opinião. Estou sempre motivado. Minha estreia foi em 2004, tenho muitos anos lutando, me dedicando a esse jogo e estou com fome o tempo todo. Passei muitos anos sem ser derrotado e hoje é um novo dia pra mim. É um sentimento diferente. Quero descansar um pouco, curtir meu filho, minha esposa, mas vou voltar mais forte. Sei que todos falam isso quando perdem, mas eu sou diferente”, afirmou o potiguar casca-grossa.

Por fim, o brasileiro – que segue campeão dos leves – não perdeu tempo e externou sua vontade em fazer uma revanche contra o americano. Indo de encontro com o pedido do Pitbull, Eric Albarracin, seu treinador, quer que uma nova luta entre os atletas aconteça no Brasil. O líder da Pitbull Brothers mostrou-se favorável a essa possibilidade, ainda mais pelo fato de que o primeiro encontro aconteceu no “território” de AJ.

“Antes da luta, acho que ele disse algo assim a alguém e acredito que seria muito bom (uma revanche no Brasil). O McKee me venceu nos penas. Eu sei que ele é grande, que tem problemas para cortar peso, então vamos pensar sobre isso. Eu tenho o cinturão (da categoria peso-leve), ainda sou um campeão mundial”.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade