Campeão no ONE, Bibiano completa 40 anos, celebra longevidade e mira lutas de Jiu-Jitsu: ‘O quarentão quer lutar’

Publicidade

Bibiano Fernandes tem motivos de sobra para comemorar. Mesmo em meio ao caos causado pela pandemia do novo coronavírus em todo mundo, o lutador comemorou 40 anos de vida na última segunda-feira (30), se tornando o único brasileiro campeão na faixa etária entre os principais eventos de MMA do planeta.

Boa alimentação, cuidado com o corpo, inteligência nos treinos e renúncia aos prazeres da vida. Esses são alguns dos segredos de Bibiano para se manter longevo na carreira e competindo em alto nível. O manauara, por sinal, mantém esse estilo de vida desde o início da carreira, no Amazonas.

“Não é fácil se manter entre os melhores por longos anos, como é o meu caso. É preciso muita dedicação, muita disciplina. O MMA é uma modalidade intensa, que exige muito do atleta, então não é fácil ter longevidade na carreira profissional. Tem que abrir mão de muitas coisas, cuidar bem do corpo e da mente, pois eles são seus instrumentos de trabalho”, contou campeão, que estreou profissionalmente em 2004.

Foi então, com 33 anos, que Bibiano conquistou o título peso-galo do ONE Championship. Os adversários são sempre mais novos, mas a diferença no papel não significa absolutamente nada dentro do cage. Em seus dois últimos combates, por exemplo, o brasileiro mediu forças com Kevin Belingon, 31 anos na época. “Há muito tempo que eu não enfrento alguém mais velho ou com a mesma idade que eu”, comentou.

Quarenta anos, carreira consolidada no cenário do MMA mundial e família construída, mas se engana quem pensa que tudo isso afasta Bibiano de novos desafios. Ele pretende defender seu título no ONE Championship tão logo o evento retorne com suas edições e planeja novas provações. Um de seus principais desejos é lutar novamente Jiu-Jitsu – modalidade onde começou -, seja com ou sem quimono.

“Eu amo Jiu-Jitsu, é a modalidade que me formou na luta. Até hoje é minha principal arma no MMA, então tenho vontade de fazer algumas lutas de Jiu-Jitsu. Pensei em competir o Mundial Master, o Europeu, mas essa pandemia estragou meus planos. Gosto da ideia de fazer umas lutas casadas também, seja com ou sem quimono. Estou aceitando propostas. O ‘quarentão’ aqui quer lutar”, avisou o faixa-preta.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade