Com luta marcada contra José Aldo, Pedro Munhoz exalta importância da preparação mental; veja

Publicidade

O octógono do UFC vai receber, em agosto, uma de suas lutas mais aguardadas. O ex-campeão peso-pena da organização, José Aldo, terá pela frente um dos principais atletas da divisão peso-galo, Pedro Munhoz. Atleta da American Top Team, Munhoz tem obtido os melhores resultados da sua carreira nos últimos anos sem jamais ter sido nocauteado. Tal fato tem o credenciado como um dos principais nomes da categoria até 61kg nos últimos anos

O duelo está marcado para o dia 7 de agosto. Enquanto isso, os atletas estão se preparando para o combate com seus treinadores. No caso de Munhoz, um dos segredos da sua performance que tem chamado a atenção de todos que acompanham o UFC está na combinação de elementos que compõem o atleta de elite.

A importância do treinamento mental

Pedro exibe em suas lutas a resiliência e a paciência, fatores importantíssimos para qualquer atleta de alto rendimento, aliado às habilidades apresentadas no Boxe e Muay Thai. Além disso, a velocidade na aplicação do seu Jiu-Jitsu tem feito toda a diferença em confrontos difíceis.

Soma-se a todo esse cartel e às qualidades técnicas apresentadas ao longo dos anos também a parte mental do seu treinamento. Nesse sentido, o treinador mental Lincoln Nunes tem conduzido o atleta a reconhecer seus pontos fortes e fracos internamente.

Nunes e Munhoz têm trabalhado a parte mental e comportamental da performance do atleta, que visa conquistar o cinturão peso-galo do UFC. Durante seus encontros, o treinador mental orienta e apresenta cenários possíveis, onde Munhoz visualiza suas oportunidades em lutas, reconhece suas fraquezas e vantagens, e também entende como proteger-se de ameaças.

“Isso faz com o que o atleta treine com clareza de propósitos, afastando-se da aleatoriedade de uma trocação de socos aberta em uma luta. Mas caso aconteça, Pedro Munhoz está preparado. Basta lembrar do confronto com Cody Garbrandt, em 2019, onde eles fizeram uma luta de alto nível e com uma alucinante sequência, que culminou no nocaute aplicado por Munhoz”, destaca o treinador.

Além da visualização, o trabalho mental é também analítico. “Tudo que é metrificável é passível de melhoria”, ensina Lincoln. “Desde a quantidade de golpes bem desferidos até o número de situações que poderiam ser melhor exploradas em combate, tudo isso faz com que o atleta foque em um treino de evolução”, acrescenta.

O resultado disso foi visto na última luta, contra Jimmie Rivera. “O brasileiro mirou um ponto forte do adversário e explorou em seu favor. Munhoz castigou a panturrilha de Rivera, golpe bastante usado pelo seu oponente em lutas anteriores. Explorar essa região requer visão prévia, planejamento e execução. E ele usou um dos pontos fortes do adversário e reverteu uma possível vantagem que Rivera teria”, conta seu treinador.

Agora, a busca pelo cinturão do UFC tem este novo capítulo, que é a luta contra José Aldo. Para chegar até aqui, foram anos de preparação, revela Lincoln. “Essa preparação inclui não apenas treinos físicos e técnicos, mas também treinos mentais. Pedro tem na família a inspiração para buscar as respostas internamente. Sua esposa é instrutora de Yoga, o que aproximou o atleta da importância de saber viver o momento presente, visualizar suas metas e sonhos e ter consciência do seu próprio corpo”, diz o treinador.

Além disso, Lincoln e Pedro trabalham em suas conversas os valores, princípios e virtudes que moldam o caráter e a performance do atleta. “Ele é um homem da família, pai exemplar, fala inglês fluentemente em suas entrevistas e sabe que a primeira batalha a ser vencida é contra si mesmo, e o que o diferencia de muitos outros atletas, com certeza, é ter a consciência de que o verdadeiro poder não está somente no corpo, mas também na mente”, acrescenta seu treinador.

Por outro lado, Pedro é só elogios para este trabalho e enfatiza os pontos fortes de sua preparação: “Ele me faz enxergar com clareza meus objetivos e tem grande conhecimento de diversas áreas da formação humana. Acompanho treinadores mentais nos Estados Unidos, já trabalhei com outros mental coaches, e com certeza, o Lincoln está entre os melhores do mundo”, completa.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img