Daniel Cormier ignora rivalidade e mostra preocupação com Jon Jones: ‘Recompõe ou despenca’

Publicidade

A situação de Jon Jones não está nada fácil. Após ser preso sob a acusação de violência doméstica e danificação de veículo, no último mês, logo após a cerimônia de entrada do Hall da Fama do UFC, “Bones” sofreu outros baques. Mike Winkeljohn, um dos líderes da Jackson Wink MMA, anunciou na última quarta-feira (13) que o ex-campeão está afastado do time até resolver seus problemas fora do octógono. Daniel Cormier, antigo desafeto de Jones, se manifestou.

Apesar de uma forte rivalidade entre os dois dentro do Ultimate ao longo dos anos, “DC” usou seu canal do YouTube para refletir e mandar uma mensagem de “humano para humano”, como o próprio definiu. Cormier, que já abandou o esporte após construir uma carreira vitoriosa, declarou que “Bones” está diante de uma encruzilhada: pode se recompor ou despencar.

“Ninguém é perfeito, mas você tem que tomar uma decisão não só por você e sim por suas filhas, noiva, família, por tudo. Agora é essa hora. A parte mais assustadora sobre isso é que nesses momentos, quando as pessoas que têm problemas e começam a perder seus aliados mais próximos, podem seguir dois caminhos: elas podem ir até o topo e se recompor ou podem despencar. É muito importante que as pessoas mais próximas de Jones o ajudem a decidir descobrir como ele irá seguir em frente. Esta é aquela ladeira escorregadia. É hora de mudanças”, apontou Cormier, que seguiu seu pensamentos sobre Jones, sempre com tom de preocupação:

“Você começa a ouvir as vozes. Todas as dúvidas, as perguntas sobre como você foi parar aí, como você lida com isso? Para pessoas que têm problemas, elas normalmente não lidam com isso muito bem. Portanto, este é um grande momento para Jones. Não chutamos as pessoas quando elas estão no chão. Quando dissemos coisas desagradáveis, falamos um sobre o outro, isso é a rivalidade. Mas quando um homem está caído, você não o chuta. Você espera até que ele esteja de pé. Agora, ele está distante disso. Parece que você conta tantas mentiras a si mesmo que começa a acreditar nelas. Não minta para si mesmo. Se cerque de pessoas que vão lhe dizer a verdade, caso contrário, isso vai acabar. Está realmente perto de acabar”, concluiu Cormier.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img