Durinho garante ter as ‘armas necessárias’ para vencer Serginho no Gracie Pro: ‘Sei bem onde atacar’

Publicidade

Por Yago Rédua

Faixa-preta de Jiu-Jitsu e lutador do UFC, Gilbert Durinho resolveu dar uma nova atenção especial ao seu jogo de chão e, nos últimos tempos, vem conciliando sua rotina de treinos e lutas no MMA com competições no grappling em disputas casadas. Neste domingo (30), o lutador de Niterói (RJ) voltará a colocar sua excelência na arte suave em prática quando enfrenta o tricampeão mundial e também lutador do Ultimate, Serginho Moraes, na luta principal do Gracie Pro 2018, torneio organizado por Kyra Gracie no Rio de Janeiro.

O combate, que será realizado no Ginásio do Maracanãzinho, promete grandes emoções e muita técnica por parte de ambos atletas. Em entrevista aos jornalistas na última quinta-feira (27), Durinho falou sobre sua expectativa para enfrentar Serginho no Jiu-Jitsu.

“Vai ser uma luta bem dura, é um cara três vezes campeão mundial, mas que tem brechas em seu jogo… Vou deixar em segredo, mas sei bem onde atacar (risos). Ele pode dar uma cansada, então a partir daí vou acelerar o meu ritmo (risos)”, disse o peso-leve do UFC.

Confira a entrevista completa com Gilbert Durinho:

– Vantagem pelo fato do Serginho ter lutado há uma semana

Talvez. Na verdade, tem um estresse de corte de peso, a adrenalina da luta, dá um cansaço. Geralmente, quando luto MMA, depois do resultado, eu costumo ficar dois ou três dias sem dormir direito, fico muito na adrenalina. Fico tranquilo durante a luta, mas depois fico numa adrenalina que é difícil de dormir. Mas isso é de cada um… Eu acho que ele está bem preparado para essa superluta contra mim, fez um lutão contra o Ben Saunders, que é um cara que conheço, já treinei com ele. Para mim, foi até bom o Serginho não se machucar, tínhamos um plano B caso ele se machucasse, seria o Godofredo Pepey o adversário, mas para mim é muito mais interessante lutar contra o Serginho, um cara que tem um gabarito maior no Jiu-Jitsu e no MMA, um grande nome do esporte, sem dúvida.

– Modos para explorar o jogo do Serginho no Jiu-Jitsu

Eu posso explorar o jogo dele de diversas formas. É um cara completo no Jiu-Jitsu, mas acho que eu estava treinando um pouco mais no Jiu-Jitsu, estou com um tempo maior nas posições e acho que vou fazer meu estilo, que é agressivo de atacar o tempo todo, mas eu estudei bastante o jogo dele. Vai ser uma luta bem dura, é um cara três vezes campeão mundial, mas que tem brechas em seu jogo… Vou deixar em segredo, mas sei bem onde atacar (risos). Ele pode dar uma cansada, então a partir daí vou acelerar o ritmo (risos).

– Serginho ou Demian Maia: quem tem o melhor Jiu-Jitsu

A galera que está vindo agora… A Mackenzie Dern, eu, o Serginho Moraes, o Augusto Tanquinho, estamos vindo com o Jiu-Jitsu mais refinado. O Demian tem um Jiu-Jitsu mais ativo. O Jiu-Jitsu tem evoluído muito, viemos poucos anos depois, e acho que o Serginho tem mais Jiu-Jitsu que o Demian, sim, na finalização, mas o Demian é um cara que entra para lutar com uma estratégia na mão e não larga de jeito nenhum. É difícil falar, o Demian foi campeão do ADCC, o Serginho foi três vezes campeão mundial, enquanto o Demian não foi. Temos que casar uma luta entre os dois para ver como seria (risos). (No MMA) é complicado arriscar quem venceria, mas é uma luta que eu gostaria muito de ver.

– Ritmo em lutas de grappling como uma vantagem para você

Eu acho que sim. Eu falo que gosto de botar a cara em tudo que é campeonato, ainda mais hoje em dia, que fiz meu nome no Jiu-Jitsu e sou bem recompensado pelas bolsas, está valendo a pena para mim competir no MMA e no Jiu-Jitsu. Acho que estou com um pouco mais de ritmo no Jiu-Jitsu em relação ao Serginho, que levo um pouco de vantagem aí.

– Decisão por voltar a lutar mais nos torneios de Jiu-Jitsu

Acredito que estou voltando às minhas raízes. Teve uma época no UFC que eu quis evoluir muito na parte em pé e eu apostei muito nisso, tanto que melhorei, apliquei alguns nocautes. Depois disso, fazer algumas lutas casadas com e sem quimono fez eu voltar um pouco mais para o Jiu-Jitsu, então eu vejo isso com bons olhos… É minha raiz, é de onde eu vim e agora estou fortalecendo mais isso. Tendo o Jiu-Jitsu forte, eu sei que tudo fica mais forte, eu sei que se ficar ruim na trocação, eu vou botar pra baixo e vou finalizar.

SERVIÇO:

Gracie Pro 2018

Data/hora: 29 e 30 de setembro, a partir das 8h
Local: Maracanãzinho – Av. Pres. Castelo Branco, Portão 3, Maracanã – Rio de Janeiro (RJ)
Ingressos: bilheteriadigital.com

Superlutas
Gilbert Durinho x Serginho Moraes
Raphael Abi-Rihan x Fernando Tererê
Tayane Porfírio x Jessica Swanson
Gustavinho Saraiva x Fernando Fernandes

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade