Evander Holyfield lamenta resultado diante de Belfort e critica interrupção rápida: ‘Decisão ruim’

Publicidade

Após cerca de 10 anos sem lutar, Evander Holyfield, um dos maiores nomes da história do Boxe, retornou aos ringues no último sábado (11) para enfrentar o brasileiro Vitor Belfort pelo main event do “Triller Fight Club Legends 2”, na Flórida (EUA). O resultado, porém, não foi o esperado pelo ex-campeão mundial dos pesados. Aos 58 anos, Holyfield – que substituiu Oscar De La Hoya, com Covid-19 – sentiu a falta de ritmo contra um adversário 14 anos mais novo e perdeu por nocaute técnico ainda no primeiro round do confronto.

A atuação irreconhecível do americano causou repercussão na comunidade dos esportes do combate. Através das redes sociais, fãs, mídia e até outros lutadores demonstraram preocupação com o estado de saúde de Evander, que já vinha apresentando sinais de estar “velho demais para receber socos na cara” antes mesmo do duelo, durante o treino aberto. O fato, inclusive, gerou a mudança de local do evento.

Entretanto, se a maior parte do público consentiu com a interrupção do árbitro no assalto inicial – temendo pelo pior -, Evander Holyfield não concordou. Em rápida declaração à equipe da própria Triller Fight Club após o evento, a lenda da nobre arte reclamou da decisão tomada pela arbitragem: “Acho que foi uma decisão ruim (de parar). Não acredito que o árbitro deveria ter parado a luta assim tão rápido”, disparou o veterano.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade