Zuluzinho volta ao MMA após oito anos com revés no Imortal FC 9; veja como foi

Publicidade

A noite do último sábado (2) marcou o retorno de um velho conhecido dos fãs de MMA ao cage: Wagner Zuluzinho, ex-lutador do PRIDE e filho do Rei Zulu, lenda do Vale Tudo. Porém, quem esperava um grande combate do “gigante”, que não lutava há cerca de oito anos, se decepcionou com a atuação de Zuluzinho na luta principal do Imortal FC 9.

Mesmo atuando em casa, em São Luís, no Maranhão, o “gigante” não foi páreo para o também experiente Edvaldo Gameth. Fazendo valer da sua maior agilidade – afinal, Edvaldo estava quase 60kg mais leve que Zuluzinho (98kg x 160kg) -, Gameth conectou bons chutes e castigou a perna do maranhense, que nem voltou para o segundo round.

Usando meias de compressão – resultado de uma trombose -, com as pernas machucadas e muita dificuldade para se locomover, Zuluzinho precisou de ajuda médica para se levantar e deixar o cage. Antes, Gameth, que não tinha nada a ver com isso, aproveitou para castigar o adversário no ground and pound até o término do round inicial – e da luta.

Ainda pelo Imortal FC 9, no co-main event, Caio Leão nocauteou Ferreira Blindado com um upper certeiro. Outros destaques positivos do card foram as finalizações de Samuel Paiva e Monique Elias sobre Nonato Shaolin e Conceição Oliveira, respectivamente. Já o destaque negativo ficou por conta do embate entre Walter “Aires” Neto e João “Alicate” Elias, pelo peso-galo, que terminou em briga entre os lutadores e com “No Contest” (sem resultado).

Confira os destaques do evento abaixo (transmitido pelo Esporte Interativo):

Publicidade

Notícias relacionadas

2 COMENTÁRIOS

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade