Matheus Serafim ressalta importância da política para as artes marciais: ‘Atenção 100% direcionada ao esporte’

Publicidade

Responsável pelo “Lutar para Vencer”, considerado o “maior projeto social de Jiu-Jitsu do país”, situado em São Paulo, o faixa-preta de Jiu-Jitsu e ex-lutador de MMA Matheus Serafim não só está ligado ao que está relacionado às artes marciais voltadas para as classes carentes, como também a outros temas sociais de grande importância.

Na última segunda-feira (17), Matheus esteve presente no DENARC (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico), onde foi convidado para ministrar uma palestra a respeito do seu projeto social, que atua em Heliópolis, que se destaca por ser a maior comunidade da cidade de São Paulo, e também em Paraisópolis, outra grandiosa comunidade situada ao distrito de Vila Andrade, localizado na zona sul paulistana.

“Foi minha primeira palestra no DENARC (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico). O delegado titular viu todo o trabalho que eu estava fazendo e me chamou para participar. Em toda última semana do mês, eles abrem inscrições para qualquer pessoa da sociedade se inscrever e participar de palestras. O delegado dá palestras sobre as drogas e seus efeitos, abre um amplo debate sobre o tema. Com isso, ele fez esse convite para eu participar, junto com a Polícia Civil, para falar sobre o meu projeto, o esporte em combate contra as drogas e outros assuntos, foi uma experiência muito legal. Eu vou dar continuidade nisso e pretendo, todo final de mês, estar junto com o pessoal do DENARC, ajudando nesse combate às drogas. É uma união que a gente acabou de selar e que será importante para todos”, contou.

Com toda sua contribuição às artes marciais – sobretudo o Jiu-Jitsu – ao longo dos últimos anos com seu projeto social, Matheus Serafim pretende seguir com seu propósito de mostrar, através do esporte, formar não apenas uma nova geração de campeões, mas também de cidadãos voltados de maneira digna à sociedade, longe das drogas e outros malefícios. Pré-candidato a vereador pela cidade de São Paulo, o faixa-preta da arte suave falou sobre a importância de uma pessoa voltada ao esporte estar dentro da política.

“Eu acredito que a importância de ter um atleta na política é de ter uma atenção 100% direcionada ao esporte, algo que não temos e nunca tivemos. Esse abandono ao esporte é devido a isso, pelo fato da gente não ter um esportista na cadeira de político, cobrindo todas as necessidades do esporte. Você vê que o esporte hoje, os projetos sociais, são totalmente abandonados, e muitos políticos acabam indo atrás apenas na época de eleição, e na verdade é preciso de atenção todos os dias. Por isso, é essencial que tenha uma pessoa que brigue e lute pelos projetos de esporte, pelas todas as necessidades que o esporte passa ano após ano”, encerrou.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade