‘Ngannou aconselhou UFC a não contratar Gane’, diz treinador

Treinador revela que Francis Ngannou, anos atrás, aconselhou matchmaker a não contratar Ciryl Gane, na época em que eles eram companheiros de equipe; atletas vão se enfrentar em janeiro

Publicidade

Marcada para acontecer no dia 22 de janeiro, no card do UFC 270, a disputa de cinturão peso-pesado entre Francis Ngannou (campeão linear) e Ciryl Gane (campeão interino) já vem entusiasmando os fãs de MMA. Após os lutadores esquentarem o clima entre eles nos bastidores do UFC 268, quando Ngannou passou por Gane e ignorou completamente a presença do seu adversário e do seu ex-treinador, Fernand Lopez, uma nova história envolvendo os atletas foi revelada.

Como se sabe, Francis Ngannou e Ciryl Gane já foram, anos atrás, companheiros de equipe na academia “MMA Factory”, que fica situada em Paris, na França. E foi justamente Fernand Lopez que trouxe à tona uma situação que pode acentuar ainda mais a rivalidade entre os lutadores. Em entrevista ao programa “MMA Hour”, o treinador disse que Ngannou teria aconselhado um dos matchmakers do UFC a não contratar Gane, acrescentando que o seu então parceiro de treinos não estaria “pronto” para estar no plantel da maior organização de MMA do mundo.

“Na época (início da carreira do Francis Ngannou), o que eu estava fazendo era toda vez que eles (lutadores da equipe MMA Factory no UFC) tinham uma entrevista, eu pedia para eles falarem o nome de Francis Ngannou, deixar escapar o nome dele. Então, toda vez que eles tinham uma entrevista, eles diziam: ‘Temos muitos talentos, vocês vão conhecer em breve Francis Ngannou’. Foi assim que eu estava tentando construir o nome dele. Era assim que eu impulsionava os caras”, contou o treinador, que prosseguiu logo na sequência.

“E então eu fiz o mesmo com Ciryl Gane. Eu tentei fazê-lo assinar com (o UFC por meio de) Mick Maynard. E quando Francis voltou de Las Vegas, ele disse para mim: ‘Eu falei com Mick e ele me perguntou se o cara novo na academia chamado Ciryl Gane era bom’. E eu falei: ‘Ah, sim, ele perguntou?’. E ele disse: ‘Sim, mas você sabe, como o pessoal do matchmaking esperava que eu fosse muito eloquente sobre o cara, eu não fiz isso, eu disse que ele era um pouco bom, mas que ele não era bom o suficiente ainda para o UFC’. Isso veio da boca de Francis Ngannou. Para ele, isso era uma estratégia para que Mick Maynard não suspeitasse que eu e ele estávamos na mesma página, o que não é verdade”, disse Lopez.

Atualmente com 35 anos, Francis Ngannou (16-3) vem embalado por cinco vitórias seguidas no UFC, a última delas em março deste ano, quando nocauteou Stipe Miocic no segundo round, na luta principal do UFC 260, e conquistou o cinturão peso-pesado da organização. Quatro anos mais novo em relação ao seu adversário, Ciryl Gane está invicto no MMA profissional, com 10 triunfos. O lutador já venceu seis combates no Ultimate, o mais recente deles em agosto, quando superou Derrick Lewis por nocaute técnico no terceiro assalto e conquistou o título interino da divisão até 120kg.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade