Paige VanZant pede valorização financeira, ‘impõe’ condição para renovar com o UFC e diz: ‘Os lutadores precisam receber mais’

Publicidade

A exigência por parte de alguns lutadores do UFC em relação à uma valorização financeira nas bolsas por luta ganhou mais um importante capítulo. Após atletas como Jon Jones e Jorge Masvidal se posicionarem publicamente com o atual modelo aplicado pela organização em relação aos salários dos atletas, entre outros nomes, foi a vez de Paige VanZant se manifestar a respeito do tema. Prestes a entrar em ação contra Amanda Ribas no UFC 251, que acontece no próximo sábado (11), na “ilha da luta”, em Abu Dhabi, a americana fez críticas em relação ao valor que faturou durante os seis anos que faz parte do plantel de profissionais do Ultimate.

Em entrevista ao site MMA Fighting, VanZant abriu o jogo e afirmou que poderia ter recebido o mesmo que faturou como lutadora do UFC em seis anos caso tivesse um emprego “normal”, que a remunerasse mensalmente. Seu duelo contra a brasileira será o último do seu atual contrato com a organização, e ela afirmou que pretende ser mais valorizada financeiramente caso o Ultimate queira renovar o vínculo.

“Eu poderia ter um emprego regular com o mesmo salário, com todo dinheiro que ganhei no UFC ao longo de seis anos. Sou muito grata por tudo o que o UFC fez por mim, a plataforma que eles me deram. Isso não é nada contra o UFC. Mas o contrato que assinei é o que assinei e sei que preciso honrá-lo. É por isso que entrei nesta última luta e nunca tentei quebrá-lo (contrato) antes. É importante honrar meu contrato e depois dizer: esse é o meu valor e é isso que eu preciso ser paga para fazer valer a pena”, disse Paige, que apesar de salientar que os lutadores precisam ser mais valorizados, não deixou de elogiar o UFC.

“As pessoas só precisam prestar mais atenção, estamos nos sacrificando dia após dia e sentimos que precisamos receber nosso verdadeiro valor. Eu amo o UFC, amo lutar por eles. Eles me deram muitas oportunidades, mas estou tentando estabelecer um futuro pra mim. Não estou tentando me comparar a nenhum outro lutador. Não estou dizendo que mereço mais do que qualquer outro lutador do UFC. Acho que todos nós merecemos mais. Todos nós merecemos receber mais”, concluiu a peso-mosca.

CARD COMPLETO:

UFC 251
Ilha de Yas, em Abu Dhabi (EAU)
Sábado, 11 de julho de 2020

Card principal (23h, de Brasília)
Peso-meio-médio: Kamaru Usman x Jorge Masvidal
Peso-pena: Alexander Volkanovski x Max Holloway
Peso-galo: Petr Yan x José Aldo
Peso-palha: Jéssica Bate-Estaca x Rose Namajunas
Peso-mosca: Amanda Ribas x Paige VanZant

Card preliminar (19h, de Brasília)
Peso-meio-pesado: Volkan Oezdemir x Jiri Prochazka
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira x Muslim Salikhov
Peso-pena: Makwan Amirkhani x Danny Henry
Peso-leve: Léo Santos x Roman Bogatov
Peso-pesado: Marcin Tybura x Maxim Grishin
Peso-mosca: Raulian Paiva x Zhalgas Zhumagulov
Peso-galo: Karol Rosa x Vanessa Melo
Peso-galo: Martin Day x Davey Grant

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade