Durinho revela como virou nocauteador e projeta superluta contra Hulk no BJJ Stars; veja

Publicidade

Na segunda parte da entrevista para o Canal do Marinho, do jornalista Mario Filho, Gilbert Durinho falou abertamente sobre diversos temas do MMA ao Jiu-Jitsu. O brasileiro elegeu Charles do Bronx, campeão dos leves, como o melhor grappling do UFC, e contou que o treinador Henry Hooft, ao lado de Vitor Belfort, o ajudou a moldar a sua trocação dentro do MMA.

Confira + vídeos no Canal do Marinho, AQUI

No mais, o faixa-preta de Jiu-Jitsu também comentou sobre a superluta contra Lucas Hulk pelo BJJ Stars, no próximo sábado (6), em São Paulo. Originalmente, o adversário de Durinho seria Roberto Jimenez, que se machucou. Depois, Benson Henderson virou o substituto, mas testou positivo para Covid-19. O lutador da Atos Jiu-Jitsu foi o escolhido, e Gilbert comemorou.

“É um cara duro, a luta que eu queria. Graças  a Deus vamos poder fazer essa luta. Vai ser guerra no BJJ Stars”, projetou o meio-médio do UFC, que é multicampeão dentro da arte suave.  

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade