José Aldo descarta chance de fazer revanche contra McGregor: ‘Não me vejo lutando contra ele’

Publicidade

A boa atuação de José Aldo na vitória por decisão unânime dos jurados diante de Pedro Munhoz, no último dia 7 de agosto, no card do UFC 265, além de animar os fãs de MMA, trouxe à tona novamente um assunto que, ao longo dos últimos anos, esteve no imaginário do público que acompanha o esporte: uma revanche entre o brasileiro e Conor McGregor, principal rival do atleta da Nova União. Recentemente, Chael Sonnen colocou em pauta a possibilidade da realização de um novo encontro entre os dois lutadores, mas o manauara, pelo menos no momento, não está interessado nisso.

A primeira luta entre Aldo e McGregor aconteceu em 2015, no UFC 194, e o irlandês saiu vencedor ao nocautear o brasileiro em apenas 13 segundos. O confronto foi válido pela categoria peso-pena, mas desde então, “The Notorious” se notabilizou por combates nas divisões peso-leve e até mesmo no meio-médio, enquanto José Aldo desceu para o peso-galo, onde vem de duas vitórias consecutivas e é visto como um dos principais postulantes à uma disputa de cinturão. Dessa forma, em entrevista ao site MMA Fighting, o brasileiro deixou claro que sua história com Conor está “finalizada”, ressaltando que seu foco está em conquistar um segundo título pelo Ultimate.

“Isso é o que eu não entendo. Na época em que deveria ter acontecido (revanche contra McGregor), eu não tive oportunidade, ninguém pensou em nada e cada um seguiu seu caminho. Agora que a situação se inverteu, parece que eles têm a obrigação de agendar. Não me vejo lutando contra McGregor. Nunca, eu acho. Pode acontecer, mas esse não é o caminho. Torço por ele hoje. Espero que ele se recupere da lesão, volte a lutar no mais alto nível e volte a ser campeão, porque assim nós estaremos sempre juntos”, disse Aldo, que prosseguiu na sequência.

“Não importa se estou por baixo e ele por cima ou o contrário, as pessoas sempre colocarão nossos nomes juntos. Dessa forma, carregamos um ao outro. Vou atrás de uma luta pelo cinturão. Quero construir minha carreira e fazer história nos galos. Estou feliz que Chael Sonnen e outros estejam falando da revanche, mas não me vejo contra McGregor. Vejo minha próxima luta nos galos para ficar perto de lutar pelo cinturão”, concluiu o brasileiro, atualmente com 34 anos.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img