Sem ‘peso nas costas’ após primeira vitória no Ultimate, Norma Dumont analisa combate no UFC Vegas 23: ‘Quero impor o meu jogo’

Publicidade

* A peso-galo Norma Dumont chega animada para a sua próxima luta, que acontece no sábado (10), pelo card preliminar do UFC Vegas 23. Depois de conquistar sua primeira vitória na organização, a brasileira terá pela frente Erin Blanchfield, que vai estrear no UFC. Em entrevista à TATAME, Norma se disse empolgada para o duelo e garantiu ter tirado um “peso das costas” com o triunfo sobre Ashlee Evans-Smith, em novembro.

“Estou super empolgada, acho que tirou um peso muito grande das minhas costas (a vitória contra Evans-Smith), porque foi a luta que me soltei mais em toda a minha carreira, não só no UFC. Consegui mostrar na luta o que eu faço nos treinos, e acredito que esse duelo com a Blanchfield será ainda mais difícil. Veremos. Tenho um arsenal de golpes para mostrar”, opinou Dumont, que também analisou o jogo da sua adversária.

“Ela é uma atleta pequena para a categoria (dos galos), leve, tem base no grappling, então acho que não vai querer trocar comigo. Ela é um pouco crua em pé, por isso acho que tentará me derrubar de todo o jeito. Porém, estou muito tranquila nas minhas defesas de queda, e mesmo se a luta for para o chão, o Jiu-Jitsu dela não é melhor que o meu, de jeito nenhum. Estudei bastante, vi as armas dela e estou preparada para impor meu jogo. A estratégia é trocar, fazer o combate acontecer em pé e deixar ela desconfortável”.

Dona de um cartel com cinco vitórias e apenas uma derrota, a brasileira tem como sua arte marcial principal o Sanda – conhecido como Boxe chinês. Porém, desde que resolveu investir na carreira de lutadora de MMA profissional, expandiu os seus horizontes, ressaltando, por exemplo, a importância do Wrestling atualmente.

 

“O Wrestling é muito importante, sem dúvida, mas na verdade minhas quedas são todas do Sanda. É uma pegada sem quimono, com um luvão, então derrubar com a luva de MMA até facilita a minha vida. O que faço é adaptar uma coisa ou outra ao MMA, porque no Sanda não tem Jiu-Jitsu (risos), que eu também treino. Ali no cage, se você derrubar de qualquer jeito, pode custar caro. Estou focada no UFC, então tirei o quimono tem dois anos, mas treino há nove. O principal é não me acostumar com a pegada do quimono”.

Por fim, a lutadora natural de Belo Horizonte, Minas Gerais, falou sobre os seus planos para a sequência do ano de 2021: “Essa divisão até 61kg está com muita atleta nova. Eu pretendo de quatro em quatro meses estar no octógono, e até agosto quero enfrentar a Bea Malecki (que seria sua adversária inicial). Só preciso que o UFC me dê as oportunidades. Sobre a Malecki, é quem eu quero enfrentar em seguida. Nossa luta não aconteceu, mas ela é uma atleta invicta e projeto tirar essa marca dela”, encerrou Norma, hoje aos 30 anos.

CARD COMPLETO:

UFC Vegas 23
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 10 de abril de 2021

Card principal (16h, horário de Brasília)
Peso-médio: Marvin Vettori x Kevin Holland
Peso-pena: Sodiq Yusuff x Arnold Allen
Peso-médio: Kyle Daukaus x Aliaskhab Khizriev
Peso-médio: Sam Alvey x Julian Marquez
Peso-palha: Nina Ansaroff x Mackenzie Dern
Peso-meio-médio: Mike Perry x Daniel Rodriguez

Card preliminar (13h, horário de Brasília)
Peso-leve: Jim Miller x Joe Solecki
Peso-leve: Scott Holtzman x Mateusz Gamrot
Peso-galo: Norma Dumont x Erin Blanchfield
Peso-leve: John Makdessi x Ignacio Bahamondes
Peso-pesado: Yorgan de Castro x Jarjis Danho
Peso-galo: Hunter Azure x Jack Shore
Peso-pena: Luis Saldaña x Jordan Griffin
Peso-meio-pesado: Da Un Jung x William Knight
Peso-meio-médio: Impa Kasanganay x Sasha Palatnikov

* Por Diogo Santarém

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img